Mini-inhane. Inhamito. Ganhei duas batatinhas, e agora é hora de colher. Nunca t…


Mini-inhane. Inhamito. Ganhei duas batatinhas, e agora é hora de colher. Nunca tinha visto nem ouvido falar, e também não sei a espécie.
.
A planta é pequena, não passa de 40 cm, e dá as batatinhas debaixo da terra – diferente do inhame comum, que dá fora.
.
Curiosidade: o inhame-japonês que temos aqui no Sudeste é, na verdade, a brotação lateral do inhame comum, cuja raiz principal fica enorme.
.
Nota: aqui me refiro inhame ou taro, plantas da família da taioba, com folhas em formato de coração. Em alguns locais inhame é outra coisa (o que aqui chamamos de cará).
.
Ah sim, não é o inhame-japonês, ou inhame comum – esses pequenos que a gente vê no mercado são outra espécie, que também dá batatas grandes, mas ao menos aqui no Sudeste o padrão é comercializar apenas as batatas pequenas.
.
Se é bom? Não sei. Nem cheguei a provar, porque fiquei com dó de comer e resolvi multiplicar primeiro. Vocês também ficam comil dó de provar coisas raras? 😂
.
Me ajuda a mapear a ocorrência dele? Se já viu ou plantou dele, me conta nos comentários?
.
#miniinhame #inhamito #inhamemini #guilhermeranieriinhame #panc



Source

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *