Raiz-de-lótus, lenkon. A lótus, apesar de parecida com a nossa vitória-regia, e …


Raiz-de-lótus, lenkon. A lótus, apesar de parecida com a nossa vitória-regia, e de ser igualmente comestível, é de uma família completamente distinta.
.
A lótus é uma planta que “hiberna” nos meses mais frios do ano, acumulando nutrientes durante o verão, e formando essas “batatas” que estão no ponto de colheita do outono-inverno. Por ser uma planta aquática, esses órgão de reserva ficam escondidos na lama, sendo uma colheita razoavelmente complicada.
.
Os rizomas da lótus, a parte comestivel, tem um número ímpar de furos, geralmente sete ou nove. Esses furos, que dão essa aparência de “flor” ou “roda-de-carroça” tem a função de ajudar o órgão a ficar mais leve, e transportar ar para as raízes.
.
Ela pode ser consumida crua ou cozida. Para usar crua, é bom lavar bem e deixar de molho em solução esterilizante antes de consumir. Tire a casca, muito fibrosa.
.
O cozimento deve ser rápido, se preferir cozida, para não perder a textura crocante. Já bem cozida, lembra uma batata firme. O sabor é suave, me lembrou bastante broto de bambu. Pega tempero fácil.
.
Gostei muito de comer na salada, como comi uma vez na Liberdade, em SP, onde compro esses e outros ingredientes orientais. Basta ralar gengibre, alho, pimenta vermelha, cebolinha, e escaldar com óleo bem quente. Um tico de vinagre, acerta e o sal, e foi. É leve e nutritiva ao mesmo tempo.
.
Nome científico: #nelumbonucifera
.
#nelumbonuciferaroot #lotusroot #raizdelotus #panc #culinariajaponesa #culinariachinesa #bairrodaliberdade #guilhermeranierilotus #guilhermeranieriraizdelotus
.
Não, essa raiz não brota. Igual a mandioca, você precisa da parte vegetativa, de mudas ou sementes. Não sei, nunca vi.
.
Tem dica de receita? Vou adorar saber, porque estou apaixonado por esse vegetal 🙂



Source