Macassá. A planta com perfume de cocada. Manjar, talvez? Uma explosão de côco, u…


Macassá. A planta com perfume de cocada. Manjar, talvez? Uma explosão de côco, um cheiro cremoso que gruda na pele e perfuma por horas.
.
Esse perfume é devido a um composto produzido em baixa quantidade pela planta, mas para o qual somos bastante sensíveis – a massoialactona (obrigado @perfumerpablolizarraga ). Aliás, consigo sentir o perfume dessa erva ao menor toque, mesmo que ela esteja a muitos metros de distancia.
.
Parente do hortelã e do manjericão, tem origem africana, apreciando umidade e climas quentes. Por aqui floresce a partir de março, e se o inverno for muito frio, seca todinha.
.
É usada como aromatizante de drinks, doces e perfumes, mas cuidado – se ela for amassada, oxida alguns compostos e libera aroma que lembra algo de salsão, aipo, o que tira todo seu charme. Apenas embeba a folha em um líquido morno por alguns instantes, e seu aroma passará para o líquido. Se ele tiver gordura, como um leite, melhor ainda.
.
Legal mesmo é ter na horta, passar a mão e ficar sentindo o perfume de sobremesa dessa erva. As crianças amam, os adultos também. Pega de galho, enraizando com alguma facilidade, mas vai melhor por sementes.
.
Ah, ele é chamado de patchuli, colônia, catinga de mulata, e outra dezena de nomes. Qual o nome dele na sua região?
.
Nome científico: #aeollanthussuaveolens #aeollanthus
.
Eventualmente a @sabordefazenda
tem mudas, mas é sazonal.
.
#lamiaceae #macassa #ervamacassa #guilhermeranierimacassa #macassá #matosdecomer #ervasmedicinais #ervasaromaticas #panc
.
Macassá plant, from the great mint family. It has a strong coconut-vanilla fragrance, sweet and persistent. Used in religious rituals, fragrances, and and recipes, like desserts. Besides it’s from African west coast, is very common in Brazil. Very important in afro-brazilian religions. Scientific name: #aeollanthussuaveolens



Source