Culinária grega. Em Creta, na Grécia, existe um prato centenário, simplissimo, f…


Culinária grega. Em Creta, na Grécia, existe um prato centenário, simplissimo, feito unicamente com o que chamamos popularmente de PANC. Por lá, faz parte da cultura alimentar local, e cada erva tem um nome, obviamente vistas como um tradicional alimento camponês.
.
O prato se chama “horta”, as vezes, “horta vrasta”. Pois é. Geralmente colhidas por mulheres e crianças durante a primavera e verão, as ervas espontâneas são vendidas nas feiras locais, onde cada família tem sua preferência de combinação para a “horta”.
.
O preparo é simples – basta ferver as ervas até que fiquem macias – por volta de 3 – 7 minutos, escorrer bem, e temperar com bastante azeite e limão. Alguns preparam cada erva separadamente, respeitando um tempo de cocção, e deixando as ervas amargas (dente-de-leão, por exemplo) pro final, para não “contaminar” as outras com seu sabor forte. Mas faça como preferir. O gás está caro, fiz tudo junto e ficou bem bom. 😛
.
Na Turquia, país vizinho, esses saberes também foram adotados. Na belíssima região de Bodrum o mesmo prato ainda é feito, com adição de alho esmagado. Na última foto, retirada da página turkish-cuisine.com, a tabela com os nomes em turco, e as ervas mais comuns por lá. Como são plantas cosmopolitas, a grande maioria delas existe por aqui também, como a serralha, almeirão, labaça e dente-de-leão, que vieram de lá, e a maria-pretinha, o radite e o amaranto, que foram levados da América e hoje estão no mundo todo.
.
O que é incrível na preservação dessas culturas alimentares é o aproveitamento dos recursos da região, e a preservação dos nomes populares dessas ervas. Imaginem se não tivéssemos dizimado nossos ancestrais nativos, o quanto de conhecimento ainda teríamos?
.
Se fizer por aí, me conte. Na próxima postagem, coloco os nomes das ervas que utilizei. Você pode usar as que quiser 🙂
.
#greekhorta #hortadish #wildherbs #panc #guilhermeranierihorta #matosdecomer #panc



Source